Como Fazer Empréstimo Bolsa Família

Será que é mesmo verdade que é possível fazer um empréstimo sendo beneficiário do Bolsa Família? Muito tem se falado desse crédito que pode chegar a R$ 15 mil e com taxas de juros populares. Portanto, descubra como solicitar o empréstimo Bolsa Família.

Antes de tudo, saiba que o empréstimo Bolsa Família existe. Ele tem a ver com um beneficio do governo, através do Ministério do Desenvolvimento Social através do Plano Progredir. Portanto, existe a chance de solicitar o empréstimo sendo beneficiário do Bolsa Família.

O programa oferecer aos microempreendedores individuais e a outros empresários de pequeno porte a chance de solicitar empréstimo para empreender e alavancar o negócio ou iniciar um novo negócio.

Microcrédito Produtivo – vantagens

A criação do microcrédito produtivo tem como uma das suas vertentes fazer com que o sonho de empreender e melhorar de vida seja algo palpável e possível para todas as famílias, inclusive, aquelas de baixa renda.

Assim, ao solicitar o empréstimo, o microempreendedor tem um incentivo para o seu empreendimento, já que poderá investir em várias áreas do segmento, como na compra de materiais ou de insumos.

Além disso, o empreendedor poderá ter o seu crédito avaliado conforme a sua situação financeira atual, sendo que apesar de o valor máximo ser de R$ 15 mil, cada banco pode fornecer condições especificas para cada solicitante.

Então, por isso é muito importante descobrir como solicitar o empréstimo da forma certa, considerando que só existe um meio de fazer isso e não é indo diretamente até o banco, já que o Ministério do Desenvolvimento Social intermedia o pedido.

Empréstimo Bolsa Família – características

Como você sabe cada condição financeira será avaliada por cada banco parceiro, portanto, não há uma única regra geral para o empréstimo do Bolsa Família. Mas, considere algumas médias, como o valor máximo, que fica em R% 15 mil e o mínimo, que é de R$ 300.

Na hora de solicitar o empréstimo, saiba também que as parcelas não podem ultrapassar 30% da renda mensal de cada empreendedor. E a sua análise que será feito no banco podem depender da sua renda mensal, da renda familiar e também do patrimônio do fiador.

Os recursos poderão ser usados para fins empresariais, como investimento na qualidade da educação, em cursos profissionalizantes, na compra de insumos, de peças, de revisões de equipamentos, entre outras motivações.

Entre os bancos parceiros do Plano Progredir que permitem solicitar o empréstimo Bolsa Família estão os mais tradicionais: Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e também o banco do Nordeste.

Empréstimo é descontado do Bolsa Família

Muitos microempreendedores individuais acham que após solicitarem o empréstimo do Bolsa Família e serem aprovados, o beneficio vai ser desconto da parcelas do Bolsa Família, porém, isso não acontece!

Apesar de estar cadastrado no programa social Bolsa Família, o empréstimo do Plano Progredir não pode ser descontado desse benefício, sendo que isso trata-se apenas de um requisito e não de um crédito consignado.

Portanto, na hora de solicitar o empréstimo, considere que cada banco tem suas condições e o pagamento da fatura poderá ser feito de várias formas, como com o pagamento do boleto bancário, por exemplo.

Solicitar o Empréstimo Bolsa Família

Na hora de solicitar o empréstimo do Bolsa Família, saiba que tem um caminho muito simples e único para esse tipo de solicitação, que é através do site do Plano Progredir, que pode ser encontrado no site do Ministério do Desenvolvimento Social.

Na página será preciso preencher um cadastro inicial informando vários dados pessoais e profissionais, sendo que o ministério vai confirmar os dados com a base que tem nos seus programas sociais, como o Bolsa Família.

Depois de inserir os dados no formulário do programa, saiba que o próximo passo é aguardar alguns dos bancos parceiros entrarem em contato ofertando o crédito. Em seguida, o interessado deve comparecer a uma unidade indicada com a documentação em mãos.

E, após solicitar o empréstimo Bolsa Família online, saiba que se nenhum dos bancos parceiros entram em contato é porque eles ainda não atuam na sua região ou não possuem oferta de crédito disponível no momento. A saída é manter os dados atualizados e aguardar.

Requisitos para solicitar empréstimo

Quanto aos requisitos para solicitar o empréstimo do Bolsa Família, considere que cada banco pode exigir algumas comprovações enquanto em outras instituições os requisitos serão diferentes.

O que é geral é o fato de que é preciso estar cadastrado no programa Bolsa Família e no Cadastro Único de forma ativa e atualizada. Já quanto a comprovar uma renda ou ser um MEI ficará a mercê de cada banco na hora de solicitar empréstimo.

Alguns bancos podem, inclusive, exigir um avalista. Lembrando ainda que para solicitar o empréstimo Bolsa Família não se deve ir diretamente até um banco, ao menos não antes de solicitar o crédito por meio do site do Plano Progredir.

Dessa forma, se você está inserido em programas como Bolsa Família, Minha Casa Melhor, Aluguel Social, Seja Digital, CNH Social ou outros poderá solicitar o empréstimo. Mas, saiba que os bancos farão uma análise de crédito sobre o perfil de cada empreendedor.

E, além disso, tudo, o banco não aprova uma parcela que seja maior do que 30% do valor destinado ao salário de cada empreendedor.

Taxas dos Empréstimos Bolsa Família

As taxas de juros, as tarifas, assim como todas as condições do empréstimo estão disponíveis em cada banco parceiro, que deve entrar em contato com os solicitantes. Logo, cada banco tem suas características.

Apenas para fins de conhecimento e exemplo, tem o microcrédito produtivo orientado Caixa, que tem taxas de juros a partir de 3,3% ao mês, além da taxa de abertura de crédito, que é de 3% sobre o valor do contrato, fora o IOF.

Da redação